Goiás

Corpo de funcionário da Saneago é encontrado no Rio Meia Ponte, em Goiânia

Flávio Leonel Moraes, de 36 anos, desapareceu na última quinta-feira (11/4), durante serviço de medição no rio.
13/04/2019, 17h40

Mergulhadores do Corpo de Bombeiros de Goiás (CBMGO), encontraram na tarde deste sábado (13/4), o corpo do agente de sistemas da Saneago, Flávio Leonel Moraes, de 36 anos, que estava desaparecido no Rio Meia Ponte, no Bairro São Domingos, em Goiânia, desde a última quinta-feira (11/4). Incidente ocorreu durante serviço de medição na parte de cima da contenção do rio.

O corpo do funcionário foi achado a cerca de quatro quilômetros do local do acidente. Neste momento, de acordo com a corporação, as equipes de resgate estão subindo o rio com vítima para a base de operações. A Polícia Civil e o Instituto Médico Legal (IML) foram acionados.

As buscam, feitas tanto pela terra quanto pela água, contaram com ao menos 12 bombeiros. A turbidez da água do rio e a correnteza forte dificultaram no resgate.

Funcionário da Saneago desaparece no Rio Meia Ponte

O incidente com o funcionário da Saneago ocorreu na manhã de quinta-feira (11/4). Os Bombeiros foram acionados por volta das 10h40 para fazer o resgate. No momento do ocorrido, três funcionários que faziam medição na parte de cima da contenção do rio pularam na água devido o forte fluxo de água.

A embarcação dos colaboradores estava sendo arrastada para uma vala do rio. Dois deles conseguiram chegar até a margem do Meia Ponte, mas o outro, identificado como Flávio Leonel Moraes, de 36 anos, que atua na Supervisão de Hidrologia, foi arrastado pela água.

Em nota, a Saneago informou que o socorro foi acionado imediatamente após o acidente. No texto, a Companhia reforçou ainda que “oferece todos os equipamentos de proteção, individuais e coletivos, voltados para a segurança os seus funcionários, faz treinamentos periódicos e cobra o uso desses equipamentos quando sua atividade assim o exige.” O fato de Flávio não estar usando o colete salva-vidas no momento do acidente será apurado.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Idosa morre atropelada por motorista embriagado ao atravessar rua, em Goiânia

Mesmo sem fazer o teste do bafômetro, no IML foi constatada a embriaguez do motorista.
14/04/2019, 13h45

Uma idosa de 69 anos morreu após ser atropelada por um motorista embriagado na noite do último sábado (13/4) enquanto tentava atravessar a rua, no Jardim América, em Goiânia.

A Delegacia de Investigação de Crimes de Trânsito (DICT) esteve no local para levantar as primeiras informações sobre o atropelamento que tirou a vida da senhora que foi identificada como Marlene Luzia Nogueira Lobo, de 69 anos.

Conforme as informações da DICT, no momento do atropelamento, Marlene Luzia atravessava o cruzamento da Rua C 205 com C-4, no momento que foi atropelada pelo veículo conduzido pelo jovem Murilo Naves Prado, de 21.

Motorista se negou a fazer o teste do bafômetro, mas no IML foi constatado que o condutor estava embriagado ao volante

Segundo as informações divulgadas pela delegacia, o rapaz se negou a fazer o teste do bafômetro, entretanto ao ser encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Goiânia foi comprovado que Murilo estava embriagado na direção do carro.

Após passar pelo IML e constatar a embriaguez, o jovem foi levado para a Central de Flagrantes, onde foi autuado em flagrante pela morte da idosa e por dirigir embriagado.

Os policiais da DICT voltaram neste domingo (14/4) ao local do acidente, para verificar as imagens de segurança da região, em busca de outras informações que podem ajudar a entender como o atropelamento da idosa ocorreu e assim concluir as investigações.

Um motociclista fugiu após matar uma idosa atropelada em Goiânia no início deste ano

Na manhã do dia 24 de janeiro de 2019, um motociclista fugiu após atropelar e matar uma idosa de 76 anos, no Setor Novo Horizonte, em Goiânia. O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás foi chamado para atender a ocorrência, mas infelizmente devido a gravidade dos ferimentos da idosa, a equipe apenas constatou o óbito da vítima no local.

Na ocasião testemunhas afirmaram que a vítima estava atravessando a avenida, no momento que o motociclista a atropelou e fugiu do local sem prestar socorro.

Via: O Popular 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Mundo

Após falhas de conexão, Facebook, Instagram e WhatsApp voltam a operar

Não foi esclarecido, até o momento, o que causou o problema.
14/04/2019, 14h02

Após falhas de conexão na manhã deste domingo registradas nos Estados Unidos, Europa e Filipinas, as redes sociais Facebook, Instagram e WhatsApp voltaram a operar normalmente há cerca de uma hora, segundo o Downdetector.com. O site monitora problemas de conexão na internet.

Por volta de 6h30 pelo horário oriental (7h30 pelo horário de Brasília), o Downdetector apontava interrupções de sinal na maior parte do mundo. Não foi esclarecido, até o momento, o que causou o problema.

O Facebook adquiriu o Instagram em 2012 e o WhastApp em 2014. Mais de 1,52 bilhão de usuários acessam diariamente o Facebook no mundo, segundo informações do site da rede social.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

COD desarticula associação criminosa que roubava e vendia peças de caminhonetes, em Goiânia

Caminhonetes eram roubadas no Mato Grosso e trazidas para Goiânia para serem desmanchadas e as peças revendidas.
14/04/2019, 15h02

Uma operação deflagrada na manhã deste domingo (14/4) acabou com cinco membros de uma associação criminosa, sendo quatro homens e uma mulher, presos pelo Comando de Operações de Divisas (COD), especializada no roubo, desmanche e comercialização de peças de caminhonetes no Mato Grosso e em Goiás.

Dia Online entrou em contato com o Capitão Castanheira que participa da operação e conta como é feito o roubo das caminhonetes. “Eles roubava a caminhonete através de uma tecnologia via o módulo do veículo, para que o mesmo não viesse a parar durante o furto e traziam os veículos para Goiânia, onde eles eram desmanchados e as peças comercializadas”, explica o capitão.

Em vídeo a polícia explica a maneira de agir dos envolvidos, veja o vídeo: 

Conforme o Capitão, as caminhonetes eram roubadas nas cidades de Barra do Garça e Primavera do Leste no Mato Grosso e em seguida trazidas para Goiânia. De acordo com as informações da polícia, ao menos 15 roubos nos dois municípios foram cometidos pelo grupo criminoso.

Caminhonetes furtadas pela organização criminosa eram desmanchadas e peças revendidas em lojas de Goiânia e pela internet

Além da prisão dos integrantes da associação criminosa, com os suspeitos a polícia apreendeu sete veículos produtos de furtos feitos pelo grupo, que estavam sendo trazidos para Goiânia, para serem desmanchados e as peças vendidas.

“Após roubar as caminhonetes e trazer para Goiânia, aqui elas eram desmanchadas e as peças repassadas para lojas geralmente na região da Vila Canaã para serem vendidas. Outras peças nós encontramos em anúncios na internet em aplicativos de venda“, explica o Capitão Castanheira.

Segundo as informações divulgadas pela polícia, além dos cinco presos em flagrante hoje, outros membros da quadrilha deve ser presos a qualquer momento, pois a Polícia Civil do Mato Grosso (PC-MT) solicitou os mandados de prisão contra os suspeitos.

Conforme a Capitão os cinco integrantes do grupo presos em flagrante foram autuados por associação criminosa, receptação e adulteração do sinal identificador.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Suposta vítima de sequestro transmitido pelo facebook é presa temporariamente, em Rio Verde

Durante as investigações a polícia desconfiou que a suposta vítima forjou o próprio sequestro.
14/04/2019, 15h57

A vítima do provável sequestro em Rio Verde na noite da última segunda-feira (8/4) e transmitidos por meio de uma live no Facebook, Herlândia Nunes Rodrigues, de 26 anos, foi presa temporariamente na tarde do último sábado (13/4) pela Polícia Civil do Estado de Goiás suspeita de ter forjar o sequestro e tentar matar jovem que segundo ela teria invadido a casa dela para roubar a residência.

Conforme o delegado responsável pelo caso, Danilo Fabiano Oliveira, a prisão da mulher foi necessária, pois há indícios concretos de que Herlândia forjou o sequestro. Danilo afirmou que na ocasião, o jovem Matheus Campos de Oliveira, de 23 anos, preso como suspeito de ser o seqüestrador foi baleado na boca e que aguarda o laudo técnico, pois pode ser atribuído a suposta vítima o crime de tentativa de homicídio.

Por meio de nota divulgada na imprensa, a advogada de Herlândia, Wdineia Oliveira informou que não vai adiantar nada em relação ao depoimentos dos acusados e que vai a sua cliente vai prestar outros esclarecimentos no momento que o Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO) se manifestar sobre o caso.

Depoimento do suposto sequestrador e levantamento de provas fez polícia desconfiar que o sequestro foi forjado

O delegado explicou em entrevista a um portal de notícias da região que no depoimento do provável sequestrador e o levantamento de provas, a equipe que investiga o caso, suspeitou que o sequestro foi forjado e diante da situação pediu ao Poder Judiciário a prisão de Herlândia pelos crimes de falsa comunicação e tentativa de homicídio.

Na ocasião do suposto sequestro transmitido pelas redes sociais, Herlândia alega que foi surpreendida pelo rapaz que segue preso na Casa de Prisão Provisória (CPP) de Rio Verde. O jovem Matheus exigiu na transmissão que a polícia chamasse a mãe dele e um advogado para que se entregar. Após três horas de negociação o suposto sequestrador foi preso, após ser baleado na boca pela provável refém.

Conforme o delegado não é possível fornecer mais detalhes sobre o caso, pois a investigação ainda está em andamento. Uma coletiva de imprensa foi marcada para manhã desta segunda-feira (15/4), em que o delegado vai dar mais detalhes sobre a prisão da suposta refém e da reviravolta na investigação do falso sequestro.

Via: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.