Goiás

Barranco desmorona e deixa pessoas ilhadas após forte chuva em Goiânia

A área, considerada de risco, foi afetada pela forte chuva em Goiânia que caiu na última madrugada.

Por Ton Paulo
16/04/2019, 11h01

O Corpo de Bombeiros precisou ser acionado no início da manhã desta terça-feira (16/4) para resgatar moradores da região do Jardim Novo Mundo, em Goiânia, que ficaram ilhadas após o barranco da parte da frente dos barracões onde elas moravam vir abaixo. A área, considerada de risco, foi afetada pela forte chuva em Goiânia que caiu na última madrugada. Felizmente, ninguém se feriu.

Os bombeiros foram acionados por volta das 6h30 desta manhã, e ao chegarem ao lugar, constaram que a erosão havia tomada toda a frente. Eles, então, articularam um salvamento pela parte dos fundos e conseguiram retirar de lá todos os moradores.

Segundo o Tenente Guerra do Corpo de Bombeiros, o barranco da parte da frente dos barracões, no Jardim Novo Mundo, em Goiânia, era sustentado por restos de material de construção e de consistência totalmente frágil. Com as chuvas que caíram sobre a capital na madrugada, as setes pessoas que moram nos barracões – uma família de cinco pessoas em um e dois rapazes e outro – ficam isolados, sem conseguir sair do local.

A defesa civil também foi acionada e a área isolada. Felizmente, ninguém saiu ferido.

Tenente dos bombeiros conta que forte chuva em Goiânia contribuiu para o arraste do barranco na região

O estrago deixado após o desmoronamento do barranco na região do bairro Jardim Novo Mundo, em Goiânia, foi grande. A área, que já era de risco, precisou ser totalmente isolada pelos bombeiros e os moradores orientados a procurarem outro local para ficar.

De acordo com o Tenente Guerra, as constantes e fortes chuvas na capital contribuíram bastante para a erosão. A desta madrugada parece ter sido, literalmente, “a gota d’água”. “Aquela região já era de risco, e a chuva fez o arraste do que tinha, fazendo o barranco cair”, conta.

Veja as imagens abaixo de como ficou o local após o barranco vir abaixo:

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Táxi em Goiânia agora pode ser chamado por aplicativo exclusivo

Ferramenta foi lançada nesta terça-feira (16/4), pela Prefeitura de Goiânia.
16/04/2019, 11h42

Foi lançado nesta terça-feira (16/4), pela Secretaria Municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade (SMT), um aplicativo exclusivo para acionar táxi na capital. A nova ferramenta promete mais agilidade, preços mais baixos e mais segurança aos motoristas e usuários. A implementação do serviço, de iniciativa da Prefeitura de Goiânia, visa preservar a categoria.

“A concorrência com o taxista hoje através dos aplicativos que temos na cidade se tornou desleal. O taxista atua com um preço acima do que os aplicativos cobram e com menor número de veículos”, pontuou o secretário da SMT, Fernando Santana. Ele esclareceu ainda que “o uso da aplicativo é a forma que a prefeitura encontrou para ajudar o taxista. É uma solução para colocar o táxi novamente no mercado, pois seus estimados serviços precisam ser preservados.”

Aplicativo exclusivo para táxi está disponível em Goiânia

O BipTáxi já está disponível aos mais de dois mil taxistas em serviço. Ao Dia Online, o secretário explicou que o uso da ferramenta não é obrigatório por parte dos motoristas, mas a adesão pode melhorar as condições do serviço prestado pela categoria em Goiânia. “Uma boa parcela de motoristas já está cadastrada. Acreditamos que hoje os demais sejam cadastrados. Esperamos que eles venham fazer adesão ao sistema, porque agora depende exclusivamente do taxista“, reforçou Fernando Santana.

Nos três primeiros meses de uso do aplicativo, o motorista fica isento de taxas. Para o secretário, este período serve como experiência para que o profissional comprove que o serviço “realmente funciona”. “Nós conseguimos uma empresa que de dispôs a fazer esse aplicativo para os taxistas”, declarou. Somente após os tês meses, “será acertada entre os profissionais e a empresa uma taxa justa.”

Usuários

O aplicativo BipTaxi pode ser baixado a partir desta terça-feira (16/4) pela loja virtual do sistema Android, Google Play. Como benefício aos usuários, o BipTaxi promete preços próximos aos dos demais aplicativos em funcionamento na capital e não será cobrada tarifa dinâmica, pois os taxistas adeptos atuarão com preço estabelecido em todos os horários de trabalho.

Imagens: Baguete 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Homem é preso suspeito de matar a mãe, em Aparecida de Goiânia

Suspeito disse ao Dia Online que não cometeu o crime.
16/04/2019, 12h53

Policiais militares levaram ao Grupo de Investigações de Homicídios (GIH) de Aparecida de Goiânia na manhã desta terça-feira (16/4) um homem de 33 anos suspeito de matar a mãe, Valdina de Souza Santos, de 53 anos.

Debilitada por causa do alcoolismo, Valdina teria sido agredida na casa dela, onde vivia com o filho, no setor Serra Dourada, na segunda-feira.

A filha, Maria Fabiana, soube que a mãe estava machucada e ligou para o Copom de Aparecida ao constatar hematomas pelo corpo da mulher.

Quando os policiais foram à residência, no entanto, a vítima teria negado que tivesse sido agredida. A informação foi repassada ao delegado responsável pela investigação, Álvaro Melo Bueno.

“Ela tinha hematomas pelo corpo. O novo perito assumiu o plantão e foi à residência onde teria ocorrido as agressões. Ali vamos saber se o filho provocou a morte da mãe”, disse o delegado após ouvir os envolvidos na delegacia.

Como a mãe estava muito machucada, Maria Fabiana a levou ao Cais Colina Azul, onde foi medicada. Quando acordou, Maria se desesperou ao ver a mãe morta em sua casa, no Setor Independência Mansões, em Aparecida.

O filho tem passagens por roubo, cárcere-privado e Maria da Penha, conforme informou a PM ao Portal Dia Online.

“Eu quero Justiça”, irmã acusa irmão de matar a mãe em Aparecida de Goiânia

Maria Fabiana acusa o irmão de ter espancado a mãe, embora o delegado diga que nenhuma queixa tenha sido registrada.

Quando chegou na mesma viatura que levou o suspeito para ser ouvido na GIH, Maria Fabiana disse várias vezes que o irmão maltratava a própria mãe.

O Portal Dia Online perguntou para o suspeito se ele a agrediu a mãe e ele respondeu: “Não matei ninguém, não. Tudo que eu podia fazer por ela [mãe] eu fazia”.

A irmã, no entanto, o acusa de “judiar da mãe” depois de beber. “Eu quero Justiça”, dizia Maria, enquanto o suspeito era levado para a sala onde iria ser ouvido pelo delegado.

O delegado vai aguardar os laudos para encontrar elementos que comprovem que agressões teriam provado a morte de Valdina.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Educação

Governo Bolsonaro escolhe delegado para a presidência do Inep, responsável pelo Enem

Inep está sem presidente desde o dia 26 de março deste ano.
16/04/2019, 14h19

O Ministro da Educação, Abraham Weintraub, convidou o delegado da Polícia Federal (PF), Elmer Coelho Vicenzi para assumir a presidência do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), órgão responsável pelas estatísticas e avaliações da educação e de examentes como o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

Vale ressaltar que o atual ministro assumiu a pasta na semana passada, após o ex-ministro da educação, Ricardo Vélez Rodríguez ser exonerado do cargo. Além do delegado da PF, Weintraub escolheu como secretários e auxiliares que não tem experiência para o debate envolvendo a educação no país.

Conforme reportagem da Folha de São Paulo, a escolha de Elmer para presidente do Inep pegou todos de surpresa e sua nomeação para o cargo deve ser publicada nos próximos dias pelo Ministério da Educação (MEC).

Ex-presidente do Inep foi exonerado em Março deste ano

No dia 26 de março deste ano, o ex-ministro Ricardo Vélez exonerou o então presidente do insituto Marcus Vinicius Rodrigues, desde então o Inep está sem presidente. A demissão de Marcos Vinicius foi em função de Ricardo Vélez jogar para o ex-presidnete do Inep a responsabilidade de suspensão da prova de alfabetização deste ano.

Indicado por Weintraub, Elmer Vicenzi é delegado da PF e foi diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran). Além disso o novo presidente do Inep é formado em direito e especialista em direito penal. Vicenzi ainda tem MBA em Planejamento, Orçamento e Gestão Pública pela Fundaçãp Getúlio Vargas, o delegado também foi professor da Academia Nacional de Polícia.

Imagens: Folha de São Paulo 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Após ser denunciado, ex-presidente da Agecom acusa promotor de retaliação

O ex-presidente da extinta Agecom chega a se referir ao promotor como "mau caráter", e diz que ele usa o MP-GO para "difundir suas calúnias".

Por Ton Paulo
16/04/2019, 14h20

Uma denúncia de peculato feita pelo promotor Fernando Krebs, do Ministério Público de Goiás (MP-GO), contra o jornalista e ex-presidente da extinta Agência Goiana de Comunicação, a Agecom, José Luiz Bittencourt Filho, está levantando uma verdadeira polêmica. Isso porque José Luiz, acusado de ter mantido uma servidora fantasma, alega retaliação por parte do promotor uma vez que o jornalista teria feito denúncias em seu blog envolvendo o mesmo.

Na ação oferecida pelo MP-GO através do promotor Fernando Krebs, foram denunciados José Luiz Bittencourt Filho; a servidora fantasma que teria sido contratada por ele, Maria Dulce Lopes Gonçalves; além de Luiz Carlos Faleiro, Marcos Araken D’Amico, Luiz José Siqueira e Antônio Augusto Passos Danin Júnior, servidores públicos que à época dos fatos, entre 2011 e 2013, teriam atestado indevidamente a frequência de Maria Dulce.

Ainda de acordo com a denúncia, Maria Dulce ocupou o cargo de Assessor Especial E – referência III, com carga horária de 40 horas semanais, lotada na presidência do órgão. A funcionária teria recebido remuneração durante todo o período sem, no entanto, ter prestado serviços para a administração pública. Conforme apurado pelo promotor, Maria Dulce seria empregada doméstica de José Luiz, que utilizou sua condição de presidente da autarquia para pagar a funcionária de sua casa com dinheiro dos cofres do Estado.

Conforme a investigação, antes de ser contratada na Agecom, Maria Dulce trabalhou quatro anos no gabinete do ex-deputado federal Luiz Bittencourt, irmão de José Luiz Bittencourt Filho, fato que para Krebs demonstra o vínculo pessoal da denunciada com a família de José Luiz e reforça os indícios de que era empregada doméstica do ex-presidente da Agecom.

Ex-presidente da Agecom nega teor da denúncia e diz que promotor do MP-GO busca “retaliação”

Procurado pela reportagem doa Dia Online, o jornalista e ex-presidente da Agecom, José Luiz Bittencourt Filho, alegou, em nota, que a denúncia em questão havia sido arquivada em 2016, e que o promotor do MP-GO, Fernando Krebs, teria trazido a mesma à tona novamente como uma forma de retaliação.

O jornalista conta que a motivação seria uma série de ‘denúncias’ publicadas em seu blog, onde fala sobre suposta “contratação da filha do promotor e de sua esposa em cargos comissionados (e portanto políticos) de altos salários na Assembleia Legislativa de Goiás” e chega a se referir ao promotor como “mau caráter”.

Veja a nota abaixo:

“Trata-se de uma denúncia irresponsável , sem comprovação, que repete, nos termos exatos, outra anterior, de dois anos atrás, que foi arquivada por decisão do Tribunal de Justiça e do Superior Tribunal de Justiça. É óbvio que a sua reiteração objetiva a difamar a minha pessoa, ação que caracteriza em Goiás o promotor Fernando Krebs – em relação a muitas outras vítimas -, que está reagindo a denúncias de blogs sobre a contratação da sua filha e da sua mulher em cargos comissionados (e portanto políticos) de altos salários na Assembleia Legislativa, com as quais nada tenho e, se tivesse, deveria ele o dr. Krebs esclarecer e não retaliar. Infelizmente, na condição de membro de uma instituição de respeito como o Ministério Público (que não honra), ele tem espaço para difundir suas calúnias. Já ganhei uma vez o mesmo caso e pretendo, com a consciência em paz, ganhar novamente, porque a Justiça – principalmente os tribunais superiores – não se curva aos desígnios de um mau caráter.”

Promotor nega que ação tenha sido arquivada e disse que ataques à sua honra serão apurados

Ao Dia Online, o promotor do MP-GO Fernando Krebs rebateu a afirmação de José Luiz Bittencourt de que a ação movida contra ele anteriormente pelo MP-GO tenha sido arquivada, e declarou ainda que as apurações continuam. Segundo ele, se houver indício de ataques à sua honra de sua família, os autores destes serão responsabilizados.

O promotor ainda adiantou à reportagem do Dia Online que uma outra investigação envolvendo o ex-presidente da Agecom, para apurar a difusão de fake news, está em andamento.

Via: MP-GO 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.