Entretenimento

Lojas de fantasia em Goiânia: opções para arrasar no visual

Se você não pretende perder aquela festa a fantasia, dá uma olhada!
16/04/2019, 15h02

Não há tempo ruim para uma boa festa a fantasia! Embora esse tipo de festividade ocorra principalmente durante o período de festa junina e Halloween, sempre há aquela baladinha ou evento particular que adota um tema e exige que seu público abuse da criatividade para elaborar um bom traje. Portanto, se você não pretende perder a diversão, nós aqui do Portal Dia Online preparamos uma listinha com as melhores lojas de fantasia em Goiânia.

São opções que atendem a todos os públicos e necessidades, sendo que em alguns casos, você ainda pode criar sua ideia e a loja desenvolve do jeitinho que você preferir. Há sempre boa variedade e peças produzidas com alto padrão de qualidade, garantindo conforto e um look de arrasar! Ficou curioso? Então dá uma olhada!

Encontre as melhores lojas para comprar sua fantasia em Goiânia:

1 – Reino da Fantasia

lojas de fantasia em Goiânia
Foto: Reprodução

Há mais de 30 anos no mercado, é uma das lojas pioneiras na área de fantasia em Goiânia. Por ali é possível contar com venda e locação de fantasias para festas escolares, aniversários, eventos, teatro, ballet e outras ocasiões, sem falar nas tradicionais datas comemorativas, como no período de festa junina e halloween.

São diversos tipos de trajes para todas as necessidades, atendendo o público feminino, masculino e infantil. Como se não bastasse, ainda trabalham com acessórios diversos e disponibilizam uma lojinha virtual. Para conferir, basta clicar aqui.

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 8h às 18h / sábado, das 9h às 13h

Telefone: (62) 3223-5460

Endereço: Rua 20, 973 – St. Central, Goiânia – GO, 74020-170

2 – Lojas Fantasia.com

lojas de fantasia em Goiânia
Foto: Reprodução

A loja oferece excelente variedade em fantasias, para todos os gostos e necessidades. Seja para festas particulares ou para época de datas comemorativas, é possível encontrar vários temas, sem falar que o atendimento é bastante atencioso e acolhedor. Os clientes possuem a opção de alugar ou comprar fantasias e acessórios, disponíveis para o público feminino, masculino e infantil. Para mais detalhes, clique aqui.

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 8h às 19h / sábado, das 8h às 15h

Telefone: (62) 3609-4142

Endereço: Avenida Paranaíba, 495 Próximo ao cruzamento com a, Av. Araguaia – St. Central, Goiânia – GO, 74015-125

3 – Fantasias Goiânia

lojas de fantasia em Goiânia
Foto: Reprodução

Uma das mais lembradas lojas de fantasia em Goiânia, aluga diversos trajes para as mais distintas necessidades, incluindo opções para adultos e casais, além de acessórios para festas. Vale lembrar ainda que os preços são bastante acessíveis e representa uma boa opção para garantir aquele look perfeito!

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 8h às 19h / sábado, das 8h às 15h

Telefone: (62) 3092-8286

Endereço: Mercado Municipal do Setor Pedro Ludovico – Viela Circular, Quadra 61, Lote 10 237 – St. Pedro Ludovico, Goiânia – GO, 74823-020

4 – Ada Fantasias

lojas de fantasia em Goiânia
Foto: Reprodução

Se você procura diversidade em fantasia em Goiânia, esta também é uma das lojas que precisa conhecer! Localizada no setor Jardim América, oferece inúmeras opções de trajes femininos, masculinos e para casais, com opções cômicas e temáticas.

Além disso, ainda é possível contar com acessórios específicos para finalizar sua fantasia. É possível comprar ou alugar peças, embora o ponto forte da casa seja realmente a locação. Vale a pena conhecer!

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 9h às 18h / sábado, das 9h às 13h

Telefone: (62) 3086-1786

Endereço: Rua C-217, 233 – Jardim America, Goiânia – GO, 74270-310

5 – Recoma Fantasias

lojas de fantasia em Goiânia
Foto: Reprodução

Entre as lojas de fantasia em Goiânia, esta também é uma excelente alternativa. Apenas para que você tenha ideia, a Recoma oferece mais de 10 mil modelos para você escolher e montar seu visual, tudo de acordo com o tema escolhido. Há opções de fantasias femininas, masculinas e infantis.

O melhor é que as formas de pagamento são facilitadas, sendo possível pagar com cartão. Você ainda tem a facilidade de escolher seu look pelo site, sem ao menos sair de casa. Para mais detalhes, clique aqui.

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 9h às 18h15 / sábado, das 9h às 12h30

Telefone: (62) 3287-3343

Endereço: Av. T9, 4145 – Jardim Planalto, Goiânia – GO, 74333-010

6 – Joli & Jolie Fantasias

lojas de fantasia em Goiânia
Foto: Reprodução

Presente em Goiânia desde 2001, a loja de fantasia em Goiânia foi desenvolvida para atender principalmente o público infanto-juvenil. No entanto, com o decorrer do tempo houve a necessidade de atender também o público adulto.

Atualmente, a loja trabalha com variedade em fantasias, mas é especializada em desenvolver trajes de festa junina, atendendo grande demanda durante o período. Apesar disso, é possível encontrar peças para todos os gostos e necessidades, incluindo fantasias para casais. Para conferir as fantasias disponíveis, clique aqui.

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 9h às 18h15 / sábado, das 9h às 12h30

Telefone: (62) 3251-0245

Endereço: Av. T-2 com T-8 nº 1146 – St. Bueno – Goiânia – GO CEP 74210-005

7 – Espetáculo Fantasias e Festas

lojas de fantasia em Goiânia
Foto: Reprodução

Criada em 2011, a loja tem o propósito de trazer inovação, beleza e qualidade em seus produtos (fantasias e artigos para festas) e serviços (decoração) oferecidos. Por aqui você encontra uma das melhores opções de fantasia em Goiânia, desenvolvidas sempre com alto padrão de qualidade, visando atender um mercado mais exigente.

Detalhe é que, além de escolher entre os trajes já prontos e produzidos pela loja, o cliente ainda tem a opção de construir sua própria fantasia, de acordo com seus gostos pessoais. A loja também decora festas, em especial festinhas infantis. O melhor de tudo é que organizadores e aniversariantes possuem descontos especiais. Vale a pena conhecer! Clique aqui e saiba mais.

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 9h às 18h / sábado, das 9h às 13h

Telefone: (62) 3594-1868

Endereço: Av. T-7, esquina c/ R-11, nº 215 – St. Oeste, Goiânia – GO, 74140-110

8 – Fantasias Toque de Mágica

lojas de fantasia em Goiânia
Foto: Reprodução

Localizada no Setor Leste Universitário, a loja oferece boa variedade de fantasias para os mais diversos temas e ocasiões, com trajes femininos, masculinos e infantis. Destaque também para os preços da locação, que são bastante acessíveis.

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 8h às 18h / sábado, das 8h às 15h

Telefone: (62) 3208-6412

Endereço: Avenida Universitária Quadra H, R. L-1, Número 2468 – Setor Leste Universitário, Goiânia – GO, 74605-010

9 – Happy Day Fantasia e Acessórios

lojas de fantasia em Goiânia
Foto: Reprodução

Localizada no Setor Nova Suíça, é uma das lojas mais completas em Goiânia. Por aqui também é possível encontrar excelente variedade de fantasias e acessórios, especialmente para compra. Vale destacar ainda o atendimento do local, que é sempre bastante atencioso e te ajuda a encontrar exatamente o que está buscando.

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 8h às 19h / sábado, das 8h às 15h

Telefone: (62) 3922-0877

Endereço: Av. C-233, Qd.576 , Lote 16 – St. Nova Suica, Goiânia – GO, 74290-040

10 – Brum Fantasia

lojas de fantasia em Goiânia
Foto: Reprodução

Presente no mercado de fantasia em Goiânia há mais de 12 anos, também é considerada como uma das lojas mais completas da cidade. É possível contar com ofertas de trajes para todos os gostos e idades, com a possibilidade de compra ou locação. Os preços também são bastante acessíveis e a qualidade das peças é alta.

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 9h às 19h / sábado, das 9h às 15h

Telefone: (62) 3642-2400

Endereço: Av. Gonzaga Jaime, Quadra 39 – Lote 08 – Vila Redencao, Goiânia – GO, 74845-360

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Votação do aumento da tarifa da passagem suspende sessão da Câmara de Goiânia

Reunião que vai definir o novo valor da passagem ocorre no paço municipal nesta quarta-feira às 10h.
16/04/2019, 15h06

O presidente da Câmara Municipal de Goiânia, Romário Policarpo (PROS), acatou um pedido do vereador Lucas Kitão (PSL) para que a sessão extraordinária da casa desta quarta-feira (17/4) seja suspensa em função da reunião da Câmara Deliberativa do Transporte Coletivo (CDTC), que vai votar a aumento da tarifa da passagem para Goiânia e região metropolitana da capital.

A reunião foi adiada três vezes após a Agência Goiana de Regulação (AGR) aprovar os cálculos do reajuste feito pela Companhia Metropolitana do Transporte Coletivo (CMTC). Pelas contas da CMTC o reajuste varia entre 7,2% e 7,5%, que pode aumentar o preço da passagem de R$ 4 para R$ 4,30.

Dia Online conversou com o vereador Lucas Kitão (PSL) que afirmou que recebeu a informação que a reunião foi marcada para esta quarta-feira (17/4) a partir das 10h, no Paço Municipal de Goiânia com estranheza.

“Eu recebi a informação ontem a tarde e estranhei a data pois foi marcada em um dia que antecede o feriado. Então solicitei ao presidente da Casa que a sessão fosse suspensa para que o maior número de vereadores pudesse participar da reunião”, conta o parlamentar.

Vereador afirma que vai contestar os cálculos para o reajuste da passagem, mas se for direto para votação vai pedir para que ela seja aberta

O vereador afirmou também que convidou os parlamentares da região metropolitana para fazer coro junto a frente de resistência ao aumento da tarifa. “Nós vamos tentar contestar os cálculos feitos e tentar barrar esse aumento, pois no momento ele não é oportuno”, salienta o Kitão.

Além de contestar os cálculos feitos pela CMTC, Lucas Kitão afirma que caso não seja possível evitar ir direto para a votação do reajuste, por ser integrar a minoria que compõe a CDTC ao lado do deputado estadual Alysson Lima (PRB), vai solicitar que a votação seja aberta a imprensa e que os votos sejam abertos.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Polícia faz operação contra rede de laboratórios em Goiás

A rede de laboratórios Atalaia é investigada por crime de sonegação fiscal referente ao não pagamento de ISSQN.

Por Ton Paulo
16/04/2019, 15h57

A Polícia Civil divulga nesta terça-feira (16/4) os detalhes da Operação Torre de Vigia, deflagrada hoje contra uma rede de laboratórios e clínicas que atuavam em Goiás e também em outros estados. A operação cumpriu 15 mandados de busca e apreensão, os laboratórios em Goiás são investigados por suposto crime de sonegação fiscal e por impedir a ação fiscal das autoridades.

De acordo com a polícia, a rede de laboratórios Atalaia é investigada por crime de sonegação fiscal referente ao não pagamento de ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza) e por tentar impedir a ação fiscal dos órgãos competentes.

Conforme a assessoria de imprensa da secretaria de Segurança Pública de Goiás (SSP), a ação contou com a participação da secretaria de Finanças da prefeitura de Goiânia. “Estima-se que os prejuízos aos públicos cheguem a ordem de R$ 1 milhão de reais”, diz a SSP.

Os detalhes da operação serão divulgados pelo delegado Marcelo Aires, da delegacia de Ordem Tributária, ainda nesta terça-feira. Esta matéria será atualizada conforme a divulgação de novos fatos acerca da operação Torre de Vigia pela Polícia Civil.

Combate à sonegação em rede de laboratórios de Goiás

A articulação entre a secretaria de Finanças da prefeitura de Goiânia e a DOT foi divulgada dia 10 de abril, em entrevista coletiva na sede do órgão. De acordo com Alessandro Mello, secretário de Finanças, na sonegação “tem de tudo”.

“O pequeno pode sonegar muito, mas não representa tanto. mas temos que coibir  também. O grande as vezes sonega pouco, mas representa muito em valores nominais. Nossa estimativa é que tinha em torno de 70% de sonegação no ano passado e nós,  com todos os esforços que apresentamos agora, continuamos tendo 60% a 70% de sonegação. Fizemos muito, mas precisamos fazer muito mais”, reconhece.

O Dia Online entrou em contato com o Laboratório Atalaia em busca de um posicionamento sobre a operação deflagrada hoje pela Polícia Civil. Por meio de nota o laboratório afirmou que recebeu com surpresa e indignação a determinação da 6ª Vara Criminal de Goiânia, pois considera que ação impetrada contra empresa nesta segunda-feira não tem fundamento jurídico, uma vez que todos os impostos como ISS e outros tributos são recolhidos na cidade de Aparecida de Goiânia, onde está situado o Núcleo Técnico Operacional da empresa para processar os exames. Conforme a nota, a operação não passa de uma divergência de entendimento pelo recolhimento da contribuição fiscal, pois o laboratório está regularizado com todas as contribuições fiscais. A empresa encerra a nota ao informar que mantém sua postura ética e lícita e que está à disposição das autoridades para solucionar a questão.

Confira a nota

“O Atalaia recebeu com surpresa e indignação a decisão do juízo da 6ª Vara Criminal da Comarca de Goiânia – GO. A empresa considera a ação desprovida de fundamento jurídico e extremada, já que tem quitados e em dia, seus recolhimentos de ISS e outros tributos junto ao município de Aparecida de Goiânia, onde mantém o Núcleo Técnico Operacional que processa seus exames. A ação trata, portanto, de uma divergência de entendimento do local devido de recolhimento de contribuição fiscal, estando o laboratório em plena regularidade com todas as suas contribuições fiscais.

O Atalaia informa, ainda, que mantém conduta ética e lícita e que está à disposição das autoridades para a solução da questão.”

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Casal de idosos é morto a facadas, em Jaraguá

Uma das hipóteses que a polícia trabalha é que o casal foi vítima de latrocínio.
16/04/2019, 16h08

O casal de idosos Daltro Pereira Pires, de 81 anos, e sua companheira Lázara Alberto de Morais, de 61, foi encontrado morto dentro da residência em que morava no Distrito de Palestina, em Jaraguá, na última segunda-feira (15/4).

Segundo as informações do Registro de Atendimento Integrado (RAI) entre as forças policiais de Goiás, a Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) foi chamada na tarde de ontem para atender uma ocorrência de um duplo homicídio.

A PM relatou no RAI que foi até a residência, após uma vizinha do casal ir entregar convites para uma festa da igreja e não ter resposta das vítimas. A polícia, ao chegar a casa das vítimas, encontrou os dois idosos mortos com marcas de faca pelo corpo.

Além da PM, o delegado da Polícia Civil do Estado de Goiás (PCGO) esteve no local acompanhando a perícia e para levantar as primeiras informações de como o casal de idosos foi assassinado.

“Ainda é cedo para afirmar o que ocasionou a morte do casal, mas a princípio nós estamos trabalhando com hipótese de latrocínio, pois alguns objetos das vítimas não foram encontrados na residência”, conta o delegado.

Conforme o delegado o casal foi assassinado a facadas e não há informações sobre a autoria ou motivação do crime. O caso é investigado pelo Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) de Jaraguá.

Casal de idosos é morto a facadas e tem corpos mutilados em Santo Antônio do Descoberto

No dia 23 de fevereiro deste ano o casal de idosos, Iolanda Davi de Souza Machado, de 72 anos e o seu companheiro Eltenor de Souza de 84 foi morto em Santo Antônio do Descoberto, no Entorno do Distrito Federal.

Tanto a PM quanto a PC estiveram no local para atender a ocorrência e se depararam com o casal morto a facadas e com os corpos mutilados pelo suspeito. Conforme as informações, o casal morava em uma fazenda da região. Os policiais na ocasião encontraram Iolanda na sala com lesões provocadas por faca no rosto e a mão direita sem alguns dedos.

Eltenor por sua vez foi encontrado próximo a uma cerca da fazenda e assim como a companheira, além de ser morto, teve o rosto desfigurado e a mão esquerda decepada e marcas de faca feitas no antebraço pelo autor do crime. A polícia segue investigando o caso para encontrar o suspeito de matar o casal.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Laudo mostra que homem não matou a mãe, em Aparecida de Goiânia

O rapaz foi ouvido pelo delegado do caso e liberado em seguida, pois não há material para comprovar que a mãe foi morta devido as supostas agressões praticadas por ele.
16/04/2019, 16h43

Um laudo da necropsia divulgado sobre a morte de Valdivina de Souza Santos, de 53 anos, que morreu na manhã desta terça-feira (16/4) em Aparecida de Goiânia, aponta que a mulher não morreu devido as supostas agressões do filho, que foi preso e levado para a delegacia para prestar depoimento sobre o ocorrido.

Dia Online entrou em contato com o Instituto Médico Legal (IML) de Aparecida de Goiânia, e foi informado que o laudo inicial mostrou que a morte de Valdivina foi devido a problemas cardíacos e não teriam sido provocadas pelas agressões do filho.

Conforme o IML a princípio o laudo mostra isso, mas é preciso aguardar pelo laudo cadavérico que fica pronto no prazo de 10 a 15 dias para confirmar a causa mortes de Valdivina. O filho da mulher que morreu na manhã de hoje, chegou a ser preso pela Polícia Militar do Estado de Goiás (PMGO) e levado para prestar depoimento no Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) sobre o ocorrido.

O delegado Eduardo Rodovalho responsável pela investigação ouviu o rapaz após a sua prisão, mas liberou o jovem, pois não há material para comprovar que ele tenha agredido a mãe e que ela morreu devido as lesões pelas supostas agressões.

Segundo o delegado como a vítima apresentava cicatrizes de médio e longo prazo, a Delegacia Especializada no Atendimento a Mulher vai apurar as prováveis agressões que o rapaz teria praticado no âmbito doméstico.

Irmã denunciou que o rapaz agrediu a mãe na última segunda-feira, mas a vítima negou

Na última segunda-feira (15/4) a irmã do rapaz, Maria Fabiana acionou a Polícia Militar (PM) via o Comando de Operações da Polícia Militar (Copom) de Aparecida e denunciou que ele havia agredido a mãe, ao constatar hematomas pelo corpo da genitora, que chegou a residência em que eles moram sob o efeito de álcool.

A equipe policial foi até a casa da família no setor Serra Dourada para averiguar a informação. Ao chegar a residência e questionar a vítima, ela negou que tinha sido agredida pelo filho.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.