Goiás

Wesley Murakami terá que indenizar paciente que ficou com sequelas após procedimento

A mulher ficou com uma sequela no olho esquerdo, uma vez que o nervo óptico foi afetado após um procedimento estético realizado pelo médico.

Por Ton Paulo
17/04/2019, 08h17

O cirurgião plástico Wesley Murakami, que ficou famoso após ser denunciado por ter deformado o rosto de dezenas de pacientes em Goiás e no Distrito Federal, terá que indenizar em R$ 60 mil reais uma mulher que ficou com sequelas após o tratamento estético. A sentença contra o médico, preso e liberado pela Justiça, foi proferida pela 1ª Vara Cível da comarca de Aparecida de Goiânia.

Conforme a decisão do juiz Jonir Leal de Sousa, a mulher ficou com uma sequela no olho esquerdo, uma vez que o nervo óptico foi afetado após um procedimento estético realizado pelo médico. De acordo com os autos, a mulher passou por tratamento para amenizar olheiras, mas acabou ficando com produto alojado e precisou passar por outra operação corretiva. Cabe recurso.

O procedimento cirúrgico foi realizado no ano de 2012 e custou R$ 1.800 reais. Ainda conforme o juiz, ele foi realizado com a aplicação de polimetilmetacrilato (PMMA), um tipo de plástico líquido usado para preenchimento – é injetada sob a pele por meio de uma seringa.

Entretanto, dois anos depois, a paciente apresentou problemas e procurou outro médico, que constatou resquícios do produto no organismo e pontuou a necessidade de um novo procedimento para sua retirada. Ainda assim, a situação não foi completamente contornada.

O médico também terá de pagar à mulher mais R$ 2 mil, valor referente aos custos dela com os procedimentos posteriores. Por fim, Sousa afirmou que outros casos já foram amplamente divulgados “diversos outros casos de procedimentos malsucedidos realizados pelo requerido”.

Wesley Murakami chegou a ser preso mas foi solto

O médico Wesley Murakami, acusado de deformar o rosto de seus pacientes durante procedimentos estéticos, foi preso em dezembro de 2018 mas foi solto em janeiro de 2019 pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF). O cirurgião havia sido preso temporariamente, quando acabou detido em operação promovida pela corporação nas clínicas que possui no estado de Goiás.

De acordo com a Coordenação de Repressão aos Crimes Contra o Consumidor, a Propriedade Imaterial e a Fraudes (Corf), Murakami foi preso para a coleta de provas nas clínicas e residências do médico e também para evitar a destruição das provas ou intimidação das vítimas.

Murakami teve o registro cassado pelo Conselho Regional de Medicina do DF e não pode mais exercer a função. Em caso de descumprimento da decisão, outro pedido de prisão poderá ser feito pela Justiça.

“A prisão do médico também visou identificar novas vítimas no DF”, declarou em nota a PCDF. Ele foi solto no dia 17/1.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Justiça autoriza retomada de uma das maiores minas da Vale

Desembargador destacou que o laudo da Barragem Sul, de Brucutu, se encontra em condições satisfatórias de segurança.
17/04/2019, 09h14

A Vale conseguiu na Justiça autorização para retomar suas operações na mina de Brucutu. Na decisão, o desembargador Nelson Missias de Morais, do TJ-MG, destaca que o laudo da Barragem Sul, de Brucutu, se encontra em condições satisfatórias de segurança hidráulica e geotécnica e que a estrutura atende às recomendações quanto à passagem de cheias.

Conforme números da Vale para 2019, o maior impacto na produção, de 40 milhões de toneladas por ano, será na Mina de Feijão e nos complexos Vargem Grande e Fábrica. Outros 30 milhões de toneladas deveriam deixar de ser produzidos por ano com o fechamento da mina de Brucutu – paralisada no início de fevereiro.

Canetada

A retomada das operações fazia parte das demandas do setor siderúrgico junto ao governo federal. Em meio ao impasse na oferta de minério de ferro e pelotas, siderúrgicas temiam o desabastecimento.

Representantes do setor se reuniram com o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, no começo da semana, para tratar do tema. Além da retomada de Brucutu, os empresários pediram a certificação de uma empresa internacional para avaliar barragens, de forma independente. A medida seria uma forma de evitar o que chamam de “canetada” de alguns órgãos sobre a Vale. A retomada do processo de pelotização em Vargem Grande também estava no debate. As ações da Vale fecharam em alta de 3,45%. Procurada, a empresa não concedeu entrevista.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Imagens: Exame.com 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Com bênção de arcebispo, PRF dá início à Operação Semana Santa em Goiás

A "largada" da operação foi dada por Dom Washington, arcebispo de Goiânia, que tradicionalmente benze a rodovia.

Por Ton Paulo
17/04/2019, 09h43

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) dá início nesta quarta-feira (17/4) à Operação Semana Santa em Goiás, que tem como objetivo a fiscalização e acompanhamento das principais incidências do feriado nas rodovias federais que cortam o estado. As equipes da PRF estarão posicionadas em locais estratégicos para prevenir acidentes e coibir comportamentos inadequados no trânsito que podem causar acidentes. A “largada” da operação foi dada pelo arcebispo de Goiânia, que, tradicionalmente, benze a rodovia.

De acordo com a PRF, a operação é um esforço conjunto para a redução das mortes no trânsito, uma vez que o Batalhão Rodoviário e o Detran de Goiás também estarão unidos à PRF nas ações de fiscalização e conscientização dos motoristas na BR-060, km 132, na unidade operacional da PRF na saída para Brasília.

O Arcebispo de Goiânia, Dom Washington, fez uma pequena celebração e a tradicional “Bênção das Estradas” por volta das 8h30 de hoje, momento em que a rodovia recebe a água benta simbolizando a proteção divina sobre todos os usuários da via, que pegarão as estradas especialmente por ocasião do final de semana prolongado.

O foco da operação é o combate a comportamentos de risco e causadores de acidentes no trânsito, como excesso de velocidade, a ultrapassagem proibida, transporte irregular de crianças, falta do cinto de segurança e condução de veículo sob efeito de álcool.

Semana Santa em Goiás contabiliza centenas de acidentes em anos anteriores

A PRF, o Batalhão Rodoviário e o Detran chamam à responsabilidade os motoristas para mudarem a realidade violenta do trânsito em Goiás, fazendo um apelo para que obedeçam a sinalização e sejam prudentes na condução do veículo.

Conforme dados da corporação, a Semana Santa provoca muito movimento nas estradas e altos índices de acidentes graves. Nos últimos cinco anos, somente nas rodovias federais que cortam Goiás, aconteceram 281 acidentes que deixaram 270 feridos e causaram a morte de nove pessoas.

Em 2018, de quinta-feira até o domingo de Páscoa ocorreram 70 acidentes, 87 pessoas se feriram e três morreram nas rodovias federais e estaduais de Goiás.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Justiça concede prisão domiciliar a pai suspeito de estuprar filha em Goiatuba

Segundo as investigações, a menina, hoje com 11 anos, foi violentada dos 6 aos 10 anos.
17/04/2019, 10h35

Um homem de 37 anos foi preso nesta terça-feira (16/4), em Goiatuba, Região Sul de Goiás, suspeito de estuprar a própria filha. Ele foi conduzido à Delegacia da cidade para colocar a tornozeleira eletrônica, após cumprimento do mandado de prisão domiciliar, expedido pelo juiz da comarca local.

De acordo com as investigações, os abusos ocorreram por quatro anos. A apuração do caso começou quando o Conselho Tutelar de Goiatuba informou à polícia que uma criança, hoje com 11 anos de idade, foi violentada sexualmente pelo próprio pai, dos 6 aos 10 anos.

Em depoimento, segundo informações da Polícia Civil, a criança narrou com detalhes os abusos sofridos pelo pai. Os familiares da menina também confirmaram os relatos. Com a constatação dos estupros, a PC entrou com pedido de prisão preventiva do autor, mas o Poder Judiciário entendeu que era caso de prisão domiciliar.

Pai confessa estupro contra a própria filha

Ao ser ouvido pela polícia, o homem, que não teve a identidade revelada, confessou os crimes e afirmou estar “profundamente arrependido”. Conforme decisão da Justiça, ele deve residir em um imóvel separado do da criança. A mãe e a menina se mudaram para a casa da avó.

O suspeito deve ser indiciado por estupro de vulnerável. Se condenado, ele pode pegar pena de oito a 15 anos de prisão.

Casos de violência contra a mulher em Goiás

Nos dois primeiros meses deste ano, de acordo com levantamento da Segurança Pública de Goiás (SSP-GO), os casos de estupro tiveram queda de 20,87% em Goiás. O dado especifica casos de estupro contra vulnerável no estado.

De janeiro a setembro do ano passado, foram registradas 3.185 ocorrências de violência contra mulher, em Goiás. Os dados estatísticos de crimes de violência doméstica e familiar são da Secretaria da Segurança Pública do Estado de Goiás (SSP-GO), divulgados por meio do Painel Estratégico de Segurança do Estado.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Irmão do prefeito de Catalão e teatrólogo Marcos Fayad morre de câncer, em Goiânia

O produtor e teatrólogo foi um dos fundadores do Centro Cultural Martim Cererê, em Goiânia, e deixa um grande legado para as artes goianas.

Por Ton Paulo
17/04/2019, 11h36

O teatrólogo, ator e produtor cultural Marcos Fayad, irmão do prefeito de Catalão, Adib Elias, faleceu na manhã desta quarta-feira (17/4) em decorrência de um câncer. O produtor foi um dos fundadores do Centro Cultural Martim Cererê, em Goiânia, e deixa um grande legado para as artes goianas.

Fayad estava internado há 15 dias no Hospital Santa Helena, em Goiânia, e lutava contra um câncer há vários anos. De acordo com a assessoria de Adib Elias a um jornal local, o velório do irmão será às 15h e o sepultamento às 20h, no Cemitério Municipal de Catalão. Ele era solteiro e não deixa filhos.

A reportagem do Dia Online entrou em contato com o gabinete do prefeito Adib Elias, e o mesmo já estava em Goiânia tratando dos assuntos do funeral do irmão. Marcos Fayad também foi articulista em Goiás.

Irmão do prefeito de Catalão, Marcos Fayad deixa legado artístico e marca no Martim Cererê

A morte de Marcos Fayad foi sentida profundamente não só por artistas, mas por pela sociedade goiana como um todo. Um dos legados de Fayad foi sua participação na fundação do Centro Cultural Martim Cererê, importante ponto de apresentação artística e cultural não só em Goiânia, mas em todo o estado de Goiás.

Ele foi inaugurado em 20 de outubro de 1988, quando o então secretário da Cultura, o escritor Kleber Adorno, quis aproveitar o local das antigas caixas d’ água da Saneago como espaço destinado à cultura. O arquiteto Gustavo Veiga criou o projeto de um centro cultural que transformava os antigos reservatórios de água em teatros e ainda propunha a instalação de outras áreas físicas para eventos culturais diversos.

Os principais objetivos do Martim Cererê são a formação de atores e o fomento à produção teatral, com ênfase para a criatividade e a competência nessa área das artes, em Goiás. Em seu interior, são realizadas oficinas de arte teatral, cenografia, iluminação e expressão corporal. Com nome inspirado no título de peça homônima de Cassiano Ricardo (livro visto como síntese do Brasil), o Centro Cultural é originado de três antigos reservatórios de água que abasteciam o Setor Sul

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.