Goiás

Jaguatirica é encontrada em quintal de residência no centro de Quirinópolis

A mulher notou o bicho em cima de uma árvore quando andava pelo quintal de casa, em Quirinópolis.

Por Ton Paulo
20/04/2019, 11h12

Uma moradora do município de Quirinópolis, a 290 quilômetros de Goiânia, tomou um baita susto na tarde da última sexta-feira (19/4), feriada de Semana Santa. Numa caminhada pelo quintal de sua casa, no centro da cidade, a mulher notou um animal estranho em cima de uma árvore, grande demais para ser um gato e que fazia um barulho que também não pertencia a um felino doméstico. Tratava-se nada mais do que uma jaguatirica.

Assustada, a mulher correu e chamou seu filho para verificar se realmente se trava do bicho que eles suspeitavam, suspeita essa que foi confirmada. Eles, então, acionaram o Corpo de Bombeiros através do número 193.

Jaguatirica é encontrada em quintal de residência no centro de Quirinópolis
Jaguatirica na árvore em Quirinópolis / Foto: Corpo de Bombeiros

Ao chegarem ao local informado, por volta das 17h de ontem, os bombeiros constataram realmente ser uma jaguatirica aninhada no topo da árvore. Eles, então, começaram o procedimento padrão de salvamento de animais selvagens. O cabo Leonardo, ao Dia Online, disse que foram usados instrumentos específicos para ocorrências assim. “Nós usamos uma ferramenta chamada cambão, que é uma espécie de vara com laço de corda na ponta. Com ele a gente impede que o animal seja ferido e que ele machuque alguém”, explica.

O bombeiro ainda informou que o animal era do tipo “filhotão”- ainda filhote mas em transição para a idade adulta.

Jaguatirica de Quirinópolis teve estado de saúde avaliado e solto na natureza

O cabo Leonardo, do Corpo de Bombeiros, conta que é um procedimento padrão, em ocorrências de salvamento de animais selvagens, sempre avaliar o estado de saúde do bicho antes de soltá-lo. “Nós sempre costumamos verificar se o animal está ferido ou doente, porque em caso positivo, nós o encaminhamos para tratamento veterinário”, diz.

Como a jaguatirica resgatada estava em perfeito estado de saúde, ela foi solta em seu habitat natural, numa zona de matar de Quirinópolis – de onde, provavelmente, ela veio.

Veja o vídeo do momento em que o bicho é solto na mata:

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Trânsito

Após ultrapassagem, pai e filha morrem em acidente na BR-020, em Formosa

Depois de tentar uma ultrapassagem, o motorista perdeu o controle da direção, saiu da pista e bateu em uma árvore. Outras duas pessoas, que seguiam no mesmo carro, sofreram diversas lesões.
20/04/2019, 12h50

Pai e filha morreram em grave acidente na BR-020, em Formosa, cidade goiana do Entorno do Distrito Federal, nesta sexta-feira (19/4). De acordo com testemunhas, o motorista do veículo tentou uma ultrapassagem, mas perdeu o controle da direção e bateu contra uma árvore às margens da rodovia.

No carro da família estavam o motorista, de 45 anos; a filha, uma criança de 10 anos; o filho, de 24 anos; e a mulher do motorista, de 37. O jovem e a esposa do motorista sobreviveram ao acidente com diversos ferimentos.

Ultrapassagem mal sucedida mata pai e filha

O acidente ocorreu no quilômetro 42 da BR-020. Pai e filha morreram depois de uma ultrapassagem mal sucedida tentada pelo motorista, de acordo com relatos de testemunhas. O homem perdeu o controle da direção, saiu da pista e bateu de frente com uma árvore.

Ele e a filha tiveram ferimentos graves na cabeça e morreram ainda no local, presos às ferragens. Já a mulher do motorista e o filho mais velho foram socorridos pelo Corpo de Bombeiros, com muitas lesões e encaminhados ao Hospital Municipal de Formosa.

Acidente grave no feriado da Semana Santa

Outro acidente grave, também ocorrido no início do feriado, deixou quatro pessoas gravemente feridas, na BR-060, em Cezarina. Conforme informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu no quilômetro 235 da rodovia.

Segundo a corporação, tudo começou quando o veículo de resgate do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que seguia do município goiano de Mineiros para Goiânia e levava um paciente que estava entubado, acompanhado de sua esposa, médico, de 36 anos e uma enfermeira, de 33, bateu na traseira de um autocarga que seguia no sentido Indiara a Cezarina.

Com o impacto da batida, os quatro passageiros tiveram ferimentos graves, foram socorridos por outras unidades do Samu e Corpo de Bombeiros e foram encaminhados para o Hospital Estadual de Urgências de Goiânia (Hugo).

O motorista da ambulância, de 50 anos, ficou ileso, ele não soube explicar o motivo da colisão, mas adiantou que, inesperadamente, o autocarga apareceu repentinamente em sua frente e ele não conseguiu evitar o choque. Os dois motoristas envolvidos no acidente foram submetidos ao teste de bafômetro e nenhum deles estava alcoolizado.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Economia

Avianca cancela mais de 1.300 voos até dia 28; aeroporto de Goiânia é afetado

Medida é consequência de decisão judicial que determinou a devolução de aeronaves alugadas por inadimplência da companhia aérea.
20/04/2019, 13h20

A Avianca atualizou a lista de rotas afetadas com a devolução de aviões em meio à crise financeira da companhia aérea. Já são mais de 1.300 voos cancelados entre ontem, dia 19, e o domingo da próxima semana, 28 de abril. Guarulhos, em São Paulo, Brasília e Galeão, no Rio de Janeiro, são os aeroportos mais prejudicados. Ao contrário, Congonhas, na capital paulista, e Santos Dumont, no Rio, parecem ser protegidos pela empresa e praticamente não têm cancelamentos.

De acordo com a lista atualizada nesta manhã, a Avianca cancelará 374 partidas e 372 pousos no aeroporto de Guarulhos até o próximo dia 28. O terminal paulista é o mais prejudicado no País. Em Brasília, foram suspensas 133 partidas e outras 133 chegadas. No Galeão, são 115 partidas e 117 pousos cancelados.

Outros aeroportos brasileiros também foram prejudicados com cancelamento de voos da Avianca: Aracaju (SE), Belém (PA), Campo Grande (MS), Chapecó (SC), Confins (MG), Cuiabá (MT), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Fortaleza (CE), Foz do Iguaçu (PR), Goiânia (GO), João Pessoa (PB), Juazeiro do Norte (CE), Maceió (AL), Natal (RN), Navegantes (SC), Petrolina (PE), Porto Alegre (RS), Recife (PE), Salvador (BA) e Vitória (ES).

Nessa lista de aeroportos com voos cancelados, chama atenção o que ocorre com os terminais de Congonhas e Santos Dumont. No aeroporto central de São Paulo, só há previsão de três pousos e três decolagens canceladas até domingo da próxima semana. No caso do terminal no centro do Rio, não há nenhuma previsão de cancelamento. O quadro indica o esforço da empresa em proteger os serviços nos dois aeroportos mais concorridos do Brasil.

O cancelamento de mais de 1.300 voos ocorre em meio à crise financeira da Avianca que, após negociação com empresas de leasing, concordou em devolver amigavelmente mais 18 aviões diante da falta de pagamentos. As aeronaves serão entregues de forma escalonada a partir da próxima segunda-feira, 22. Desde o primeiro avião devolvido pela Avianca, a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) determinou que a empresa adapte sua malha aérea com a proibição de vender bilhetes para as rotas afetadas.

Diante dessa crise da Avianca, os concorrentes travam uma grande disputa nos bastidores. Inicialmente, a Azul demonstrou interesse em comprar todos os ativos da aérea. Dias depois, Gol e Latam anunciaram acordo com os credores da Avianca para fatiamento e oferta em leilão de partes da aérea em dificuldade. Executivos da Azul acusam os dois concorrentes de agir contra o aumento da concorrência, especialmente em Congonhas, o aeroporto mais concorrido do Brasil.

Imagens: O Sul 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Educação

Secretaria de Educação de Goiânia publica edital com mais de 600 vagas temporárias

Salários variam de R$ 1.117,14 a RS 4.788,64, de acordo com carga horária. As inscrições podem ser feitas de 15 a 24 de maio.
20/04/2019, 15h12

A Secretaria Municipal de Educação de Goiânia publicou um edital de concurso público com 628 vagas temporárias para professor, auxiliar de atividades educativas, agente de apoio educacional e em outras áreas, que exigem formação em níveis fundamental, médio, técnico e superior. Os salários variam de R$ 1.117,14 a RS 4.788,64, conforme a carga horária. As inscrições podem ser feitas de 15 a 24 de maio.

Veja abaixo, de acordo com o edital, as vagas temporárias disponíveis:

Professor nas áreas de:

  • Pedagogia – 114
  • Artes Visuais – 15
  • Música/Instrumento Musical/Trompete – 3
  • Dança – 3
  • História – 28
  • Geografia – 28
  • Matemática – 36
  • Ciências – 28
  • Português – 36
  • Inglês – 36
  • Educação Física – 71
  • Professor de Libras – 2
  • Interprete de Libras – 28

Auxiliares:

  • Auxiliar de Atividades Educativas – 100
  • Agente de Apoio Educacional – 100

Como se inscrever para as vagas temporárias da Secretaria de Educação de Goiânia

Ainda conforme o edital, não será cobrada taxa de inscrição. Os interessados podem fazer o cadastro do dia 15 ao dia 24 de maio, exclusivamente pelo site www.concursos.goiania.go.gov.br, na aba PROCESSOS SELETIVOS VIGENTES, em seguida no link “Processo Seletivo Simplificado – Secretaria Municipal de Educação e Esporte – Edital nº 001/2019“.

Os salários variam de R$ 1.117,14 a RS 4.788,64, de acordo com a carga horária trabalhada (30 a 60 horas semanais). A publicação esclarece ainda que “havendo necessidade, a Secretaria Municipal de Educação e Esporte poderá, a qualquer momento, alterar a carga horária dos substitutos do cargo de PE-II, passando de 30 horas-aula para 60 horas-aula, ou retornar a carga horária de 60 horas-aula para 30 horas-aula.”

Para todos os cargos a avaliação será com soma dos pontos obtidos na Formação Profissional (Titulação) e Experiências Profissionais. Serão considerados fatores de desempate: o candidato com maior idade entre os idosos (idade igual ou superior a 60 anos); o candidato que tiver maior tempo de experiência na área de atuação; o candidato que obtiver maior nota na contagem de títulos; o candidato com idade mais elevada, entre os candidatos com menos de 60 anos.

O processo seletivo será válido de 27 de junho de 2019 a 26 de junho de 2020, podendo ser prorrogado por mais um ano, conforme necessidade da Rede Municipal de Educação. Confira o edital completo e todas as informações no seguinte link:  www.concursos.goiania.go.gov.br, na aba PROCESSOS SELETIVOS VIGENTES, em seguida no link Processo Seletivo Simplificado – Secretaria Municipal de Educação e Esporte – Edital nº 001/2019“.

Imagens: Universia Brasil 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Padrasto conta motivo e como matou bebê, em Goiás; veja vídeo

Rapaz ainda tentou enganar médico, mas foi desmentido por perícia na casa.
20/04/2019, 15h35

Em entrevista a uma rádio, o padrasto Gabriel Felizardo Silva, de 21 anos, confessou como matou bebê, a enteada de 1 ano e três meses, com socos na manhã de sexta-feira (19/4), em Santa Rita do Araguaia, em Goiás.

O caso ocorreu dentro da casa em que a criança morava com a mãe e o padrasto, que teria dito, inicialmente, que a bebê havia caído sozinha.

Na delegacia, em entrevista para uma rádio local, Gabriel assumiu que agrediu a menina porque ela chorava e não queria dormir.

Veja o vídeo do padrasto confessando o crime:

A bebê foi levada a um hospital da cidade, mas devido à gravidade dos ferimentos, principalmente na cabeça, morreu.

O delegado de Mineiros, Júlio César Arana, informou ao Dia Online que as agressões ocorreram enquanto a mãe da criança dormia. “A mãe nos contou a primeira vez, mas ele foi confrontado e contou a verdade”, disse.

Quando foi acordada pelo marido, a moça foi com ele para o hospital, onde contou a versão da queda. O médico e enfermeiros estranharam que a criança tivesse caído da cama e chamaram os policiais.

Sob a orientação do delegado Júlio César Arana, os policiais, com a perícia, foram à residência do casal. Ali, viram sangue pelos cômodos.

A suspeita aumentou quando encontraram a camiseta do padrasto ensanguentada.

Padrasto que matou bebê diz que agiu sozinho, em Goiás

Diante das informações, o delegado Júlio César pediu para ouvir o padrasto, ao que ele confessou o crime. “Ele ainda disse que agiu sozinho”, complementa o delegado.

Gabriel bebeu durante a madrugada e, quando voltou para casa, viu que a criança não parava de chorar. Ele, então, conforme contou na delegacia, iniciou as agressões.

O padrasto bateu diversas vezes na nuca da bebê, que desmaiou e ficou caída no chão. Em seguida, o agressor acordou a mãe da criança com a história da queda.

Ao chegarem no hospital, souberam que a criança havia sofrido traumatismo craniano.

Para um repórter da Gazeta Mineiros Notícia, Gabriel contou que estava embriagado. “Eu estava tomando uma cerveja em casa, depois fui levar minhas primas embora, aí quando cheguei a criança estava no meio da sala chorando que não queria dormir. Eu coloquei ela pra dormir de novo, ela não quis. Aí eu peguei, me descontrolei e bati nela de mão fechada”, contou o padrasto.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.