Goiás

Nova Carteira de Identidade já é emitida em Goiás; veja como ficou

Seis estados brasileiros já estão emitindo a nova Carteira de Identidade, e Goiás foi um dos primeiros. A antiga ainda continua a valer.

Por Ton Paulo
24/04/2019, 15h56

O novo modelo da Carteira de Identidade, que tem novo layout e passa a incluir mais informações do que a antiga, já é emitido em Goiás desde março deste ano. Segundo o Instituto de Identificação, seis estados brasileiros já estão emitindo a nova Carteira de Identidade, e Goiás foi um dos primeiros.

O novo modelo do documento, que já pode ser obtido em Goiás no Instituto de Identificação, passou a ser emitido nacionalmente através do decreto federal 9.278/2018, e o estado do Acre foi o primeiro a disponibilizar a cédula. No modelo anterior só poderiam ser incluídos como documentos opcionais o número do CPF e o número do PIS/Pasep. Com o novo modelo, o cidadão poderá incluir vários documentos.

Conforme o Instituto de Identificação, a modelo antigo continua a ter validade uma vez que, ao contrário da Carteira Nacional de Habilitação (CNH), a Identidade “não vence”. Entretanto, quem for fazer o documento pela primeira vez já vai receber o novo modelo.

Confira abaixo como ficou a nova Carteira de Identidade e quais dados estão inclusos nela

O novo modelo do documento de identificação agora traz mais informações do cidadão, e tem um layout mais parecido com o da CNH. Veja como ficou:

Nova Carteira de Identidade já é emitida em Goiás; veja como ficou

O documento agora passar a conter:

1. O Número de Identificação Social – NIS – deverá apresentar o cartão de cadastro no CADúnico – Programa do Governo Federal para Programas Sociais.

2. O número do PIS/Pasep – deverá apresentar cartão de inscrição no PIS/Pasep, Carteira de Trabalho.

3. O número do Cartão Nacional de Saúde – mediante apresentação de cartão.

4. O número do Título de Eleitor – mediante apresentação do Título de Eleitor.

5. O número do documento de identidade profissional expedido por órgão ou entidade legalmente autorizado – mediante apresentação de Carteira Funcional ou carteira emitida por Conselho de Classe.

6. O número da Carteira de Trabalho e Previdência Social – mediante apresentação da Carteira de Trabalho.

7. O número da Carteira Nacional de Habilitação – mediante apresentação da CNH.

8. O número do Certificado Militar – mediante apresentação da reservista.

9. O tipo sanguíneo e o fator Rh – mediante apresentação de exame laboratorial.

10. As condições específicas de saúde cuja divulgação possa contribuir para preservar a saúde ou salvar a vida do titular – Atestado médico ou documento de Associação específica da condição de saúde que comprove a vulnerabilidade ou a condição particular de saúde que se deseja preservar;

11. O nome social – mediante requerimento escrito do interessado.

Para serem incluídos, todos os documentos deverão apresentar documentação comprobatória, conforme descrito acima.

Ressalta-se que os documentos obrigatórios continuam os mesmos, tais como: certidão de nascimento, casamento ou com averbação de divórcio (de acordo com o estado civil do requerente), comprovante de endereço e o pagamento da taxa de R$ 28,89 para as 2ª vias.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Acidente termina com três mortos na BR-364, em Goiás

Mãe, filha e uma outra criança morreram no acidente.
24/04/2019, 16h13

Um acidente envolvendo um veículo de passeio e um caminhão terminou com a morte de três pessoas na manhã desta quarta-feira (24/4) na BR-364, em Portelândia, região sudoeste de Goiás. O Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás (CBMGO) foi chamado para atender a ocorrência e constatou que as vítimas são uma mulher, uma adolescente e uma criança.

Conforme as informações veiculadas por um Jornal local, a colisão entre os veículos foi registrada no KM 329 da rodovia, sentido Portelândia/Santa Rita, pela qual o caminhão trafegava. O subtenente Paulo Pereira acompanhou o resgate e afirmou que o caminhoneiro relatou que viu o outro veículo no momento do impacto.

Segundo o material veiculado no periódico, ainda não há informações sobre a razão do automóvel ter entrado na contramão da via e apenas a perícia vai poder indicar as circunstâncias do acidente.

O Instituto Médico Legal (IML) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) compareceram no local do acidente para a perícia e a remoção dos corpos. Conforme o subtenente dos bombeiros, as vítimas foram identificadas como Tânia Maria da Silva, de 48 anos, que conduzia o carro, Jordana da Silva Farias, de 14, e uma outra criança, que não há informações se era filha de Tânia, pois estava sem os documentos de identificação.

Acidente na BR-020 terminou com a morte de pai e filho, em Formosa

Após tentar fazer uma ultrapassagem na BR-020, em Formosa (Entorno do Distrito Federal), na última sexta-feira (19/4), pai e filha morreram após se envolverem em um acidente. Conforme o Dia Online noticiou, testemunhas afirmaram que o condutor do veículo tentou fazer uma ultrapassagem e perdeu o controle do veículo, colidindo como uma árvore às margens da rodovia.

No veículo haviam quatro passageiros, o motorista de 45 anos e a filha de 10 morreram com o choque. O filho do condutor e a mulher dele, que estavam no veículos, sobreviveram.

Via: G1 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

"Tinha começado a andar", diz mãe de bebê morta pelo padrasto, em Goiás

Jacqueline, mãe da bebê, conversou com o Portal Dia Online quatro dias após sepultar a filha.
24/04/2019, 16h43

Jaqueline Vieira, de 20 anos, sobrevive à pior dor de uma mãe: ela sepultou a sua bebê Emanuelly, de 1 ano e três meses no último domingo (21/4). A criança foi morta com socos pelo padrasto Gabriel Felizardo Silva, de 21, na sexta-feira (19/4), em Santa Rita do Araguaia, em Goiás.

Gabriel, que confessou o crime, disse que agrediu Emanuelly, a “Manu”, porque ela chorava e não queria dormir, como você pode ler aqui.

Era manhã e o “homem acima de qualquer suspeita”, havia acabado de chegar bêbado em casa. Impaciente, acertou em um dos lugares mais frágeis de uma criança: a nuca.

“Nunca pensei que ele faria isso”, diz a mãe, que conheceu Gabriel há 7 meses e morava com ele há dois na casa em que a filha foi agredida.

A bebezinha, com o impacto, caiu no chão, onde ficou ensanguentada. Jacqueline, que dormia, foi acordada por Gabriel. “Ele disse que ela tinha caído do berço”, contou ela ao Portal Dia Online pelo telefone.

Com a menina nos braços, desacordada, Jacqueline conseguia apenas chorar. “Minha filha tinha acabado de aprender a andar. Falava algumas coisas”, lembra.

Em 20 minutos de ligação, respondeu monossilabicamente às perguntas com “sim” ou “não” e às vezes ficava em silêncio.

Ao perceber a gravidade dos ferimentos, o pai de Gabriel foi chamado para levar a menina a uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA).

“Eles disseram que era grave e precisavam de uma UTI”, lembra Jacqueline.

A bebê foi levada em estado grave para outro hospital, em Rondonópolis (MT), mas devido à gravidade dos ferimentos, principalmente na cabeça, teve morte encefálica.

O delegado de Mineiros, Júlio César Arana, informou horas depois do crime ao Dia Online que as agressões ocorreram enquanto a mãe da criança dormia. “A mãe nos contou a primeira vez, mas ele foi confrontado e contou a verdade”, disse.

No hospital, o médico e enfermeiros estranharam que a criança tivesse caído da cama e chamaram os policiais.

Sob a orientação do delegado Júlio César Arana, os policiais, com a perícia, foram à residência do casal. Ali, viram sangue pelos cômodos.

A suspeita aumentou quando encontraram a camiseta do padrasto ensanguentada.

Padrasto que matou bebê diz que agiu sozinho, em Goiás

Diante das informações, o delegado Júlio César pediu para ouvir o padrasto, ao que ele confessou o crime. “Ele ainda disse que agiu sozinho”, complementa o delegado.

Gabriel bebeu durante a madrugada e, quando voltou para casa, viu que a criança não parava de chorar. Ele, então, conforme contou na delegacia, iniciou as agressões.

O padrasto bateu diversas vezes na nuca da bebê, que desmaiou e ficou caída no chão. Em seguida, o agressor acordou a mãe da criança com a história da queda.

Ao chegarem no hospital, souberam que a criança havia sofrido traumatismo craniano.

Para um repórter da Gazeta Mineiros Notícia, Gabriel contou que estava embriagado. “Eu estava tomando uma cerveja em casa, depois fui levar minhas primas embora, aí quando cheguei a criança estava no meio da sala chorando que não queria dormir. Eu coloquei ela pra dormir de novo, ela não quis. Aí eu peguei, me descontrolei e bati nela de mão fechada”, contou o padrasto.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Saiba como receber notícias do Dia Online pelo WhatsApp

Para receber as principais notícias de Goiânia e de Goiás, basta adicionar o número (62) 99636 5920 em sua agenda e mandar um oi!
24/04/2019, 16h43

O que você costuma fazer para se manter bem informado? Infelizmente, nem sempre é possível tirar um tempinho para ir em busca das principais notícias do dia, ficando por dentro de tudo que acontece em Goiás e em todo o Brasil. Por outro lado, a internet acaba viabilizando o acesso a informações de maneira muito mais simples e prática, principalmente quando falamos das redes sociais. Pensando nisso, que tal receber as principais notícias do Dia Online em seu WhatsApp?

Considerada como uma das redes mais queridas do mundo, recentemente bateu a marca de 1,5 bilhão de usuários ativos, seguindo com a proposta de revolucionar a forma com que as pessoas se comunicam. Por ser um aplicativo simples e rápido, ficou muito mais fácil manter contato com as pessoas e, consequentemente, também se tornou uma importante ferramenta de informação.

Portanto, se você pretende ter acesso a informações de qualidade, o Portal Dia Online pode dar aquela ajudinha, facilitando ainda mais o seu dia a dia. Confira o que é preciso fazer!

Receba notícias do Dia Online em seu WhatsApp

Saiba como receber notícias do Dia Online pelo WhatsApp
Foto: Pixabay

Se você quer receber notícias do Estado de Goiás, Brasil e mundo, relacionadas aos principais acontecimentos e também com aquele bom entretenimento, basta se cadastrar em nossa lista de transmissão.

Tudo que você precisa fazer é adicionar o número (62) 99636 5920 em sua agenda e em seguida, enviar um “oi” pelo WhatsApp. Prontinho! A partir daí você passará a receber as principais notícias do Dia Online!

Ah, e não se preocupe pois não iremos floodar seu chat! Este é um serviço pensado para a maior comodidade de nossos leitores.

Imagens: Pixabay 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Educação

Lissauer Vieira quer incluir iniciação científica no ensino fundamental e médio, em Goiás

A proposta altera o artigo 35 da Lei Complementar nº 26 do dia 28 de dezembro de 1998, que estabelece as diretrizes e bases do sistema educativo de Goiás.
24/04/2019, 16h59

O presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSB), apresentou o projeto de lei nº2000/19 que inclui a iniciação científica como disciplina do ensino médio e fundamental. A proposta do parlamentar tramita na Comissão de Constituição e Justiça e tem como relator o deputado estadual Henrique Arantes (PTB).

O parlamentar ao propor o projeto de lei, afirmou que a ciência é o pilar da educação e transformadora por ser inerente à prática pedagógica, além de libertar o ensino de métodos cansativos ou chatos, que atrapalham o desenvolvimento e a produtividade do aluno.

“A inclusão da iniciação científica vai possibilitar uma interação multidisciplinar e evita que outras matérias sejam contempladas de modo isolado”, explica o presidente da casa. O projeto precisa ser aprovado primeiro na CCJ da casa e nesse momento aguarda o relatório do deputado Henrique Arantes.

Lissauer levou em consideração pesquisas que mostram um déficit de aprendizagem em todos as etapas escolares para propor o projeto

A proposta do presidente da casa altera o artigo 35 da Lei Complementar nº 26 do dia 28 de dezembro de 1998, que estabelece as diretrizes e bases do sistema educativo do Estado.

“Há um aumento do déficit no nível de aprendizagem em todas as etapas escolares, esses são índices oficiais mostrados pela SAEB e INEP. Alunos especialmente os que estão concluindo o ensino médio, segundo pesquisas feitas em outubro e novembro de 2017”, explica o presidente da Casa.

Lissauer Vieira afirmou ainda que o interesse do aluno em trabalhar com pesquisa científica vai proporcionar ao estudante novas formas de pensar e de aprendizado do conhecimento. Após a proposta ser aprovada na CCJ da Casa, o projeto texto vai ser encaminhado para duas votações no plenário da Alego.

Caso seja aprovado, a proposta vai ser encaminhada para sanção ou veto do governador Ronaldo Caiado (DEM).

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.