Política

Ex-presidente Michel Temer deixa a prisão em SP

Na terça, 14, por unanimidade, os ministros da Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) acolheram pedido de habeas corpus das defesas e mandaram soltar Temer e o militar.
15/05/2019, 14h27

O ex-presidente da República Michel Temer (MDB) deixou o quartel do Comando de Policiamento de Choque, no bairro da Luz, em São Paulo, onde estava preso desde o final da tarde de segunda-feira, 13. Ele saiu do Choque por volta de 13h30, acompanhado de seu advogado, o criminalista Eduardo Carnelós, e do alvará de soltura despachado pela juíza Caroline Figueiredo, da 7.ª Vara Criminal Federal do Rio.

Temer se entregou à Polícia Federal na quinta, 9, um dia depois que os desembargadores do Tribunal Regional Federal da 2.ª Região (TRF-2), por dois votos a um, decretaram sua prisão preventiva no âmbito da Operação Descontaminação, desdobramento da Lava Jato que lhe atribui o papel de líder de organização criminosa que teria desviado, em 30 anos de atuação, cerca de R$ 1,8 bilhão de contratos do setor público.

Os desembargadores também mandaram prender um velho aliado de Temer, o coronel reformado da Polícia Militar João Baptista Lima Filho, coronel Lima, que se entregou à PF no mesmo dia em que o ex-presidente se apresentou.

Na segunda, Temer foi transferido para o Comando de Choque, onde passou a ocupar uma sala de Estado Maior, com mesa de reuniões, frigobar e banheiro privativo.

Coronel Lima foi levado para o Presídio Militar Romão Gomes, na zona Norte da capital paulista.

Na terça, 14, por unanimidade, os ministros da Sexta Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ) acolheram pedido de habeas corpus das defesas e mandaram soltar Temer e o militar.

Nesta quarta, 15, a juíza Caroline Figueiredo, da 7.ª Vara Criminal Federal do Rio, mandou expedir os alvarás de soltura do ex-presidente e do coronel. Os documentos foram enviados diretamente ao Comando de Choque e ao Presídio Romão Gomes.

Em liberdade, Temer e seu amigo terão de seguir restrições impostas pelo Superior Tribunal de Justiça – eles não poderão manter contato entre si e com outros investigados, serão obrigados a entregar seus passaportes, não podem sair do País sem autorização judicial, terão os bens bloqueados `até o limite de suas responsabilidades’ e, ainda, não podem ocupar cargos públicos ou exercer funções em partidos políticos.

Perante a 7.ª Vara Federal do Rio, eles continuam respondendo à ação penal por supostos desvios em obras da usina Angra 3.

O juiz Marcelo Bretas, titular, recebeu acusação formal do Ministério Público Federal e abriu processo criminal contra Temer, coronel Lima e outros investigados.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Entretenimento

Antiquário em Goiânia: os lugares mais charmosos da cidade

Espacinhos perfeitos para quem é apaixonado por relíquias!
15/05/2019, 14h42

Para muitas pessoas o termo “antiquário” acaba sendo desconhecido, no entanto, é algo bastante comum entre aqueles apaixonados por artigos vintage. Normalmente, estes espacinhos são completamente dedicados à compra, venda ou aluguel de peças antigas, sejam elas de mobília, decoração, porcelanas, pratarias e muito mais. Portanto, se você é apaixonado por relíquias do tipo e pretende encontrar lugarzinhos que se dedicam ao segmento em Goiânia, podemos ajudar!

Nós aqui do Portal Dia Online preparamos uma listinha especial, com os melhores antiquários da cidade para você conhecer. São lugares com excelente variedade de artigos e que ainda contam com atendimentos excepcionais, te ajudando no processo de escolha do produto.

Perfeitos para colecionadores e até mesmo para meros apreciadores, esses locais nos permitem fazer uma pequena viagem no tempo sem ao menos sair do lugar. Impressionante! Confira!

Encontre lindas opções de antiquário em Goiânia:

1 – Antiquário Família Real

antiquário em Goiânia
Foto: Reprodução/ Facebook

Se você está em busca de um antiquário em Goiânia para comprar objetos de época, este é o lugarzinho certo! O Antiquário Família Real é um espacinho super interessante na capital, com atendimento excelente e variedade de peças.

Por ali é possível encontrar de tudo um pouco, desde artigos de decoração até roupas de época, por exemplo. É um verdadeiro paraíso para colecionadores ou admiradores de artigos do estilo. Vale a pena conhecer!

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 8h às 18h

Telefone: (62) 3092-1188

Endereço: Travessa 4, quadra 74, Lote 7, 1840 – Jardim Atlântico, Goiânia – GO, 74343-640

2 – Baú e Cia Atelier

antiquário em Goiânia
Foto: Reprodução/ Facebook

O antiquário em Goiânia também oferece uma verdadeira viagem ao passado, possuindo boa diversidade em artigos clássicos e que pertenciam aos tempos passados. Com um charme inigualável, o ambiente atende às expectativas, o melhor é que ainda trabalha oferecendo preços justos e restaurações.

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 8h às 18h / sábado, das 8h às 12h

Telefone: (62) 3252-1749

Endereço: Quadra 534 – Lote 02, Av. C-197, S/N – Jardim America, Goiânia – GO, 74270-030

3 – Unique Antiquário

antiquário em Goiânia
Foto: Reprodução

Para os amantes de relíquias e de peças antigas bem conservadas, o lugar também é capaz de fazer com que seus visitantes voltem no tempo. Com uma beleza impressionante, é possível encontrar variedade de peças que atendem aos diversos interesses, como mobília, decoração e até esculturas em marfim. Vale mencionar ainda que os preços costumam ser bem acessíveis. Destaque também para o atendimento do local, sempre bastante cordial e acolhedor. Clique aqui e confira mais detalhes.

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 9h às 18h / sábado, das 9h às 13h

Telefone: (62) 99136-9900

Endereço: Av. C197, Qd. 498A, Lote 11, Jardim América – St. Bueno, Goiânia – GO, 74270-030

4 – Antiquário Coimbra

antiquário em Goiânia
Foto: Reprodução/ Facebook

Mais uma excelente opção de antiquário na cidade, é possível encontrar artigos realmente encantadores e que são de encher os olhos. A casa por si só já é linda, com uma decoração que remete ao passado.

Ao observar a mobília e artigos presentes pelo ambiente a experiência fica completa, fazendo com que os visitantes tenham aquela sensação gostosa de estarem realmente no início do século passado. O local trabalha com compra, venda e locação de peças antigas. Vale a pena conhecer! Para mais detalhes, clique aqui.

Horário de atendimento: segunda a sexta, das 8h às 17h / sábado, das 8h às 12h

Telefone: (62) 98588-7447

Endereço: Rua 229, Quadra 39, Lote 05, Número 35. CEP 74.535-250 Goiânia-GO – St. Coimbra, Goiânia – GO, 74535-250

5 – Empório Danilo Perillo – Petit Bistrô

antiquário em Goiânia
Foto: Reprodução

Este é, sem dúvida, um dos lugarzinhos mais charmosos de Goiânia. O lugar funciona como um restaurante, onde os clientes podem viver experiências intensas, mergulhando no que há de melhor da gastronomia francesa.

Além disso, ainda atua como um belo antiquário, com decoração encantadora e artigos que lembram a antiga França, sendo que muitas peças foram realmente importadas do país. O local é lindo e vale a pena conhecer!

Horário de atendimento: segunda a sábado, das 9h às 00h

Telefone: (62) 3223-6330

Endereço: Rua 21, 485 – St. Central, Goiânia – GO, 74030-060

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Advogado de empresário de Goiânia diz que ele comprou Porsche antes do erro bancário

Segundo versão de seu advogado, Guilherme teria comprado o carro de um luxo uma semana antes do depósito equivocado em sua conta.

Por Ton Paulo
15/05/2019, 15h11

O empresário de Goiânia Guilherme Moreira, dono de um restaurante no Setor Marista e suspeito de comprar um Porsche após ser beneficiado com um erro do banco, foi ouvido hoje (15/5) numa delegacia da Polícia Civil. Segundo versão de seu advogado, Guilherme teria comprado o carro de um luxo uma semana antes do depósito equivocado em sua conta, e que em momento algum seu cliente tentou ficar com valores que não lhe pertenciam.

O empresário de 27 anos e proprietário do Restaurante Bienna, localizado no Setor Marista, em Goiânia, foi alvo de uma operação da Polícia Civil em abril deste ano. De acordo a polícia na época, Guilherme teria se aproveitado de um erro do Banco Safra, que depositou em sua conta, de forma equivocada, a quantia de quase R$ 19 milhões de reais. O suspeito, então, teria se apropriado de uma parte desse valor para adquirir o Porsche.

Entretanto, o advogado de Guilherme. Segundo Bruno Pena, o empresário comprou o carro uma semana antes do depósito errado, dando um sinal de R$ 20 mil reais. O restante seria pago à vista após a venda de parte de sua empresa. Como já habia a previsão de entrar o recurso na conta, proveniente desta venda, seus funcionários começaram a pagar as dívidas quando houve o depósito, entre elas o valor de R$ 280 mil para carro”, detalhou o advogado a um veículo local.

O advogado ainda afirmou que a versão pode ser corroborada pelas conversas mantidas pelo empresário em um App de mensagens instantâneas. Conversas essas que, conforme o advogado, já foram entregues em juízo. O delegado responsável pelo caso, Kleber Toledo, ainda não se manifestou após o depoimento.

Relembre o caso do empresário de Goi6ania que teria adquirido Porsche depois de receber dinheiro do banco indevidamente

No dia 25/4, a polícia deflagrou uma operação de busca e apreensão com o objetivo de reter um Porsche, veículo de luxo, adquirido por Guilherme Moreira. Isso porque um erro no sistema do Banco Safra S.A. ocorrido no ano passado resultou no envio indevido de dinheiro para a conta de centenas de clientes ao redor do Brasil, e o proprietário do Restaurante Bienna, localizado no Setor Marista, em Goiânia, foi um dos clientes do banco que teve crédito indevido em sua conta. Mas em vez de devolver, o empresário teria, segundo a polícia, usado os milhões que lhe foram creditados para comprar um Porsche, apreendido nesta manhã (25/4) pelos policiais.

De acordo com a Polícia Civil na ocasião, Guilherme percebeu no dia 27/12 do ano passado que havia sido creditada em sua conta mantida no Banco Safra S.A. a quantia de R$ 18.666.000,90 reais. O proprietário do estabelecimento especializado em carnes e que integra a cena gastronômica do Setor Marista, então, teria se apropriado de parte do valor e, com o intuito de esconder a verdadeira origem do dinheiro dado a ele por engano, tentou transferências eletrônicas por meio de internet banking que juntas somam R$ 1.129.794,58 reais. As transferências foram realizadas para a conta do pai, para outra conta da empresa mantida em outra instituição financeira e para outras.

Entretanto, conforme os policiais, as transferências não foram concretizadas, pois foi feito o bloqueio das operações. Porém, Guilherme conseguiu fazer uma transferência no valor de R$ 280.000,00 reais. Com o dinheiro, de acordo com a polícia, Guilherme teria comprado um Porsche modelo Boxster, 2.7, ano e modelo 2014, cor vermelha, veículo de luxo avaliado no mesmo valor da transferência.

Via: O Popular 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Goiás

Mulher é denunciada pela morte da filha, em Aparecida de Goiânia

Conforme a denúncia a mulher após o parto enrolou a criança em um lençol, colocou a menina em uma embalagem plástica com zíper e arremessou a filha contra a parede.
15/05/2019, 15h22

Kassya Regina da Silva foi denunciada pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MPGO) pela morte da filha recém-nascida, ocorrida na data do dia 24 de abril deste ano, dentro de sua residência, logo após dar à luz a menina, em Aparecida de Goiânia, região metropolitana da capital.

O promotor de Justiça Spiridon Nicofotis Anyfantis, que atua como substituto na 5ª Promotoria de Justiça da Comarca, protocolou a denúncia contra a mulher na última terça-feira (14/5). No documento o promotor relata que após o parto, Kassya enrolou a filha em um lençol, colocou a menina dentro de uma embalagem plástica com zíper, fechou a sacola e a jogou contra o muro da casa.

Após ser arremessada contra o muro a criança sofreu traumatismo cranioencefálico. O MPGO afirmou que depois de jogar a criança contra a parede, Kassya pegou a sacola na qual estava o corpo da menina e arremessou para o lote vizinho.

Família descobriu sobre o crime durante à tarde ao visitar a mulher

Os parentes de Kassya só descobriram sobre o crime no fim da tarde, após eles questionarem a mulher sobre a barriga e descobriram que ela teve a filha. No dia a mulher e a criança foram encaminhados ao hospital do município, entretanto os médicos que atenderam aos pacientes constataram que a menina chegou na unidade de saúde morta.

Para denunciar a mulher, o MPGO solicitou os antecedentes criminais de Kassya e a certidão do cartório, com as informações sobre possíveis práticas ilícitas cometidas pela ré. Além disso, o ministério pediu que o nome de Kassya seja incluído no Sistema Nacional de Informações Criminais (Sinic) com os dados do processo e que à Secretaria de Assistência Social de Aparecida de Goiânia providencie o acompanhamento psicológico para a família no Centro de Referência e Assistência Social (Cras) do município.

Via: MPGO 

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.

Brasil

Senado aprova fim de carência de planos de saúde para emergência

Hoje a legislação define prazo de carência de 24 horas, para atendimentos de urgência e emergência; 300 dias, para parto; e 180 dias, para cirurgias.
15/05/2019, 15h30

Casos de urgência e emergência de beneficiários de planos de saúde podem ficar fora dos prazos de carência. A mudança está prevista no Projeto de Lei do Senado (PLS) 502/2017, aprovado na Comissão de Assuntos Sociais (CAS) nesta quarta-feira (15). A iniciativa, da senadora Rose de Freitas (Pode-ES), também reduz para 120 dias o período de carência nas internações hospitalares.

Hoje a legislação define prazo de carência de 24 horas, para atendimentos de urgência e emergência; 300 dias, para parto; e 180 dias, para cirurgias. Apesar dos argumentos das operadoras de que a fixação de períodos de carência proteja as operadoras contra eventuais abusos e fraudes do consumidor, Rose argumenta que essa regra não pode inviabilizar o atendimento de saúde em circunstâncias excepcionais e imprevisíveis, que exijam solução imediata.

O relator, senador Mecias de Jesus (PRB-RR), considerou injustificável o plano de saúde não cobrir um problema de saúde que surja nas primeiras 24 horas do contrato e exija pronta intervenção médica.

“Retirar esse direito do usuário consumidor seria colocar em risco sua vida ou incolumidade física. Evidentemente, não se trata de permitir fraudes ao plano de saúde, que, no momento da contratação, poderá verificar se o potencial consumidor está em situação de urgência ou emergência previamente constituída”, explicou.

Como foi aprovado em caráter terminativo, caso não haja recurso da decisão da CAS, o projeto seguirá direto para a Câmara dos Deputados.

COMENTÁRIOS

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do portal e são de total responsabilidade de seus autores.